quarta-feira, 11 de abril de 2012

Sesi Cozinha Brasil traz curso de Aproveitamento de Alimentos

Por Carolina Vaz
Você sabe o que fazer com as cascas das frutas que consumimos? E como se higienizar para cozinhar com segurança? Modos de aproveitar alimentos inteiros, além de dicas de cozinha e higiene estão sendo ensinados desde ontem (10) até sexta-feira (13) no Curso de  Aproveitamento Integral de Alimentos, realizado no Salão Azul, do campus Seropédica.
O curso conta com a nutricionista Natalia Coelho e o cozinheiro Reginaldo de Lima, do programa Cozinha Brasil, do Sesi, e todos os dias tem uma parte teórica, com orientações,  e uma parte prática, que é a execução de receitas. Acontece diariamente e conta com duas turmas distintas: a da manhã, das 09h30 às 12h, e a da tarde, das 13h às 15h30.
Algumas dicas
A palestra da manhã de ontem (10) da nutricionista Natalia Coelho mostrou que partes dos alimentos que usualmente jogamos fora, como talos de verduras, cascas e sementes também podem ser aproveitadas, e podem ser  mais ou tão nutritivas quanto as partes que costumamos utilizar. A abóbora, por exemplo, pode ser cozida com sua própria casca, e sua semente pode ser torrada para virar aperitivo. Na palestra também foram enfatizadas as propriedades de alguns desses alimentos. No caso da abóbora, esse é um alimento rico em zinco, que previne a queda de cabelo.
Natalia também explicou questões de higienização: para lavar verduras, deve-se usar produtos com hipoclorito de sódio, porém voltados para esse uso e na quantidade correta. A água sanitária, por exemplo, pode ser usada se estiver escrito no rótulo que ela tem a finalidade de limpar alimentos, e deve ser diluída uma colher de sopa em um litro de água.
Com a interação dos que assistiam à palestra, entrou-se também na questão dos agrotóxicos, que costumam estar mais presentes na casca dos alimentos, as quais geralmente dispensamos e o curso ensina a utilizar. Natalia explicou que, nesse caso, lavar o alimento é um bom passo, porém não elimina todo o produto tóxico, então a recomendação é de comprar alimentos que sejam próprios da época do ano, pois além de serem mais baratos foram produzidos com menos agrotóxicos.
O programa
O programa Cozinha Brasil está presente em todo o território nacional. Natalia Coelho e Reginaldo de Lima são uma das três equipes que atuam no Rio de Janeiro, executando o curso em instituições que firmam parceria com o Sesi e os convidam, como ONGs, colégios e igrejas. Para conhecer melhor o programa e conferir algumas receitas, acesse o site do Sesi no link http://www.sesi.org.br/portal/main.jsp?lumChannelId=8A90153D14DB3C990114DB7B947F4257. Segundo a própria Natalia Coelho, trata-se de um curso de reeducação alimentar, e que também objetiva mostrar como o aproveitamento integral dos alimentos pode ser uma medida de economia.
A prática
Na parte prática do curso, foram feitas duas receitas: bolo de abobrinha, que foi usada com casca, e “suco da horta”, que é um suco feito com couve-manteiga e polpas de maracujá e limão. No final do curso, o suco e o bolo foram servidos aos participantes. Diogo de Souza, que cursa mestrado em Educação, ajudou a nutricionista a fazer o bolo, e conta que veio fazer o curso para uso pessoal, porque gosta de culinária e de assuntos relacionados à sustentabilidade. Já conhecia algumas dicas e receitas, e pretende ensinar à família e aos amigos.
Organização
O projeto foi uma iniciativa de um grupo de alunas do quarto período de Hotelaria: Cleonildes Souza, Juliana Antunes, Juliana Borges, Michelle Rangel, Ryane Duarte e Thainá Freitas. Uma delas, Juliana Borges, conta que a ideia era trazer o curso para a Semana Acadêmica de Hotelaria, porém decidiram adiantar. O grupo fez um projeto, apresentou ao Departamento de Economia Doméstica e Hotelaria e foi aceito. Juliana enxerga o curso como “uma nova visão sobre o uso dos alimentos”.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário